Bem-vindo a Plataforma CRISTAAL


Plataforma CRISTAAL para o apoio a Computação na Reabilitação Intelectual e sistemas de testagem da aprendizagem acelerada das linguagens para a promoção da Convenção, instituída pela ONU, sobre os direitos das pessoas com deficiência intelectual.

O Centro de Informação das Nações Unidas (UNIC Rio), em parceria com a SEE – Secretaria Estadual de Educação e com o apoio da ABRAPA e do NCE-LABASE-UFRJ, implementaram a PLATAFORMA CRISTAAL para capacitação de profissionais, prestação de serviços e incentivo à pesquisa.

Em termos práticos, organizou-se uma plataforma computadorizada com pesquisadores reconhecidos, para trabalhar com crianças com deficiência intelectual, estimulando o seu desenvolvimento, ao mesmo tempo em que promovemos o trabalho das Nações Unidas.

A PLATAFORMA CRISTAAL contribui para uma maior divulgação da produção de pesquisas de nível internacional, possibilitando o apoio e acesso direto a novos softwares educativos fundamentados nas Ciências da Cognição e nas Neurociências, dentro de uma visão de desenvolvimento inclusivo.

Este trabalho consiste na construção de um instrumento informatizado que serve de referência no planejamento das ações de profissionais e na articulação dessas práticas no setor de Saúde, na Educação, Assistência Social e Justiça. Para isto, verificou-se a validade de protocolos de avaliação, construídos por especialistas de áreas diversas, que selecionaram um grupo específico de questões, referentes ao grau de intensidade e tipo de déficit cognitivo, que possuem alta relevância e co-relação com as alterações psico-neurobiológicas identificadas em testes e avaliações comportamentais e clínicas.

A seleção objetiva das questões permitiu a construção de um sistema integrado, com a finalidade restrita de combinar observações que se complementam para criar uma base de resultados. Esta base funciona como uma engrenagem de informações superpostas que confirmam-se e validam-se umas às outras, passíveis de serem tratadas estatística e heurísticamente. Estes dados são reveladores no estudo de populações de crianças com deficiência intelectual, apontado diretamente para a necessidade da criação de metodologias de investigação científica, no interior dos serviços e nas universidades, mais adequadas á complexidade do tema.

Inclusão social é o desejo das pessoas com deficiência, assim como o direito ao brincar é o de todas as crianças. Este trabalho apóia-se na legislação nacional e internacional para construir meios de acesso ao desenvolvimento cognitivo-lingüístico de crianças com deficiência intelectual através da ludicidade e da informática, esta é a principal tarefa desta plataforma.

O projeto terá alcance nacional e seus resultados poderão ser estendidos aos paises de língua portuguesa.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

PROJETO: GRUPO DE TRABALHO - UNIC Rio – para a promoção da Convenção, instituída pela ONU, sobre os direitos das pessoas com deficiência.